sexta-feira, 27 de junho de 2008

Micro e soft

Bill Gates se aposentando em tempo parcial da Microsoft, hehehe!

Agora veja o staff da Microsoft em 1978:



Dá pra formar uma banda de rock estilo The Mamas and The Papas, não dá? ^^
Gates seria o produtor ou alguém totalmente backstage, lógico.

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Meet me at Andromeda by 3h49

Você deveria vir me encontrar hoje nas estrelas, nas constelações, nas nebulosas, porque lá não há limites, não há máscaras.

Porque lá se vive sem o peso, esse peso que a nossa consciência carrega, que pesa mais que o próprio peso da Terra.

Deixe a sua mente ser livre essa noite e me acompanhe. Saiba que lá também não há mais ninguém, porque pra lá só vão mentes livres.

Pense que nada disso é real, nada do que você vê desde que acorda até quando vai dormir.

Apenas os sonhos, as constelações e as nebulosas são reais.

Encontre-me na Constelação de Andrômeda às 3 horas e 49 minutos.

Além do que se vê

Eu combinei comigo mesma uma escala diária:

8 horas de sono,
15 horas pra fingir que vivo e
1 hora antes de dormir pra viver a minha realidade.

terça-feira, 17 de junho de 2008

Quebra-cabeça

Um dia você se dará conta de que cada movimento seu, cada passo, cada escolha foi importante para que você estivesse onde está agora.

Por não conseguirmos sequer imaginar o peso de cada acontecimento, muitas vezes deixamos passar oportunidades.

Oportunidades são peças do quebra-cabeça. Aparecem na hora certa, apesar de não notarmos. Se as aproveitarmos, saberemos posteriormente onde encaixá-las, quando ficarmos diante de uma das peças que está ao lado de uma peça-oportunidade.

Só aí saberemos o valor de uma oportunidade. Podemos refletir sobre o quanto foi bom tê-la aproveitado ou sobre o quanto de tempo perdemos em tê-la deixado passar.

Ao longo da nossa formação familiar e educacional, tudo que juntamos são peças-oportunidade. Mais tarde descobriremos seu uso, pois não há nada que ocorra por acaso.

E absolutamente cada oportunidade aproveitada, cada habilidade adquirida, a menor e a maior das experiências, tudo será útil.

sábado, 14 de junho de 2008

Essa dor que parece não ter fim
Finaliza minha alma
Do fim para o começo

Pra já começar sem fim
Sem esperança
Sem luz no fim
Porque o fim já não existe

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Adeus

Eu sempre quis dizer adeus, daqueles bem dolorosos, no auge do contentamento...

um adeus

Precedido de alegria e sucedido por um longo silêncio, daqueles cheios de palavras mudas. E mesmo que eu não agüentasse, que quisesse voltar correndo, de braços abertos, eu queria. Não apenas queria, sabia. Sabia que um dia teria que dizê-lo, com todas as letras frias e afiadas...

adeus

E eu sabia também que você aceitaria, que apenas me olharia, daria as costas, sumiria. Como eu queria que você não me deixasse dizê-lo, tapasse minha boca ou seus ouvidos, me fizesse esquecer de tudo com um abraço. Não.
adeus

Permaneceu como pedra. Apenas ouviu e aceitou o golpe. Sangraria? Não sei. Sararia? Talvez. Eu sangraria e não sararia jamais.

"Everyone I know goes away in the air"

Se você me libertasse eu correria pra você.
Mas eu te libertei e você fugiu de mim.

Como todos os que passaram.
Livres.

E eu quero tanto ir embora, que sei que teria que te deixar um dia.
Você foi apenas mais rápido.

"Babe, I'm gonna leave you". Twice.

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Amo

Amo,
com um amor calmo e sereno
para o qual o tempo não existe.

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Eu estava pensando, pensando, pensando tanto, que dormi. E os pensamentos escorreram pela minha boca como baba e mancharam tudo. Acordei com um pensamento grudado na cara. Ele tinha letras e imagens. Os pensamentos têm letras e imagens! Era a sua imagem. Mas espera! Não era só a sua, eram muitas, todas misturadas entre si. Ora era você, ora ele, ora ela. O texto estava turvo, letras dissolvidas na baba. Tentei recuperar o nexo com o pensamento que estava grudado no lençol, mas não havia como. Pensamento babado, pensamento perdido.

Liguei a torneira, peguei água com as mãos e limpei os pensamentos. Ao contato com a água eles se tornaram furta-cor, como aqueles papéizinhos de embrulhar presentes, e foram abaixo. Por um momento pensei o que fariam aqueles pensamentos no esgoto, se sobrevivessem. Se.

O que fazem os pensamentos que sobrevivem? Decidi experimentar. Peguei um pensamento ainda grudado na cama e o guardei na boca. Mais tarde, quando te encontrei, passei-o para você. Não sei se você percebeu. Por um momento vi o interior da sua boca brilhar. E vejam só, tinha uma cor diferente. Não era furta-cor. Gostei e, dias depois, tentei novamente. Também dessa vez você não percebeu e o pensamento estava de outra cor, diversa das anteriores.

Assim fui fazendo e você nunca notou. Até que um dia eu ri e você não entendeu, mas é que você falava justamente algo que eu tinha pensado na noite anterior, e da sua boca saíam pensamentos de todas as cores.

Cada um que passa em nossa vida,
Passa sozinho ...
Porque cada pessoa é única pra nós,
E nenhuma substitui a outra...
Cada um que passa em nossa vida,
Passa sozinho,
Mas não vai só...
Cada um que passa em nossa vida,
Leva um pouco de nós mesmos,
E nos deixa um pouco de si mesmo...
Há os que levam muito,
Mas não há os que não levam nada...
Há os que deixam muito,
Mas não há os que não deixam nada...
Esta é a mais bela realidade da vida.
A prova tremenda da importância de cada um,
É que ninguém se aproxima do outro por acaso....

Antoine de Saint-Exupéry

domingo, 1 de junho de 2008

Sobre o sofrimento

As pessoas sofrem.

Eu sofro
Tu sofres
Ele sofre
Nós sofremos
Vós sofreis
Eles sofrem

As pessoas tentam fugir do sofrimento.

Eu sofro
Tu sofres
Ele sofre
Nós sofremos
Vós sofreis
Eles sofrem

O sofrimento é parte integrante e indispensável da vida de todos os seres humanos, absolutamente todos.

O sofrimento é individual e único. Ninguém sofre no lugar de ninguém. A dor de um não é comparável à dor de outro.

É por isso que apenas o dono do sofrimento pode saber sua origem e o modo de solucioná-lo. Desde que o encare.

Sendo assim, sofram. ;)